californiaheader

1st June 2016

Momentos Californianos

Esta não foi uma roadtrip muito planeada, nunca são…

Não sou de buscar exaustivamente as minhas aventuras, gosto que elas ganhem vida própria.

Ir bem acompanhada faz sempre a diferença, acredito que a vida ganha outro sentido quando partilhada. Quando há troca. E baldroca. E acima de tudo, quando há amor.

 

Começámos por LA, Venice Beach, onde me senti desde logo arrebatada pela gentileza das  pessoas, pelo quente da luz, pelo clima familiar e pela boca. Há muito tempo que não comia com tanto prazer. De manhã à noite. Ali, contrastando com a típica comida fast food americana, come-se mesmo bem, há uma cultura Vegan e orgânica que assenta no prazer de comer. Os restaurantes fazem lembrar exposições de arte onde as ementas parecem livros que se devoram até à última vírgula. Só de ler as descrições dos pratos já estamos em modo admirar e babar. Vale todos os cents. Mudei a minha forma naif de olhar para o que como. Mesmo.

 

Senti logo que era ali à volta da Abbot Kinney, da Rose Avenue e da Lincoln Boulevard que tudo se passava e de alguma forma não nos queremos afastar muito daí. Existe ali um íman que nos prende sem força.

Naturalmente.

Para além disso, ainda existem umas quantas (quase todas…) cool fashion stores, às quais eu, por força do meu trabalho e obrigação de sentir o groove californiano, tive de acenar. Trabalhar em moda tem destes privilégios.

 

Toda a costa de Santa Bárbara até San Diego é simpática, agradável, bonita, as palmeiras, os catos e as old ford trucks fazem milagres mas, quer dizer, quando se cresce a fugir para a Costa Vicentina sempre que se pode, a fasquia é muito alta… ainda assim, valeu bem a pena, parámos em tudo quanto era praia conhecida e desconhecida e onde há praia, há ondas e há areia para estender uma toalha e ler, logo, é-se feliz!

 

Há um encanto mágico na conquista dos quilómetros que se desconhecem, uma sede boa de quem quer beber mais e mais e mais. De quem acha que ainda está tudo por ver. Por acontecer. Wandering. Ter começado tão bem esta história fez-nos acabá-la regressando à nossa home americana, Venice, não para repetir momentos, mas para nos despedirmos de quem tão bem nos recebeu. Sim, o argumento foi a diplomacia sentimental.

 

Quero voltar um dia, um dia vou voltar.

 

Faltou me ir ao deserto, faltou me tempo para me perder em LA, no Arts District, em Downton, na sua rudeza quente, desfrutar da cena real sentindo que se está permanentemente dentro de um filme… Falta sempre qualquer coisa. Ainda bem. É assim que deve ser.

 

É caso para dizer… I got California and California got me…

 

Volto dentro de momentos…

 

california01

california02

california03

california04

california05

california06

 

Food temples

Farmers Market logo ao raiar do dia, perfeitos para adquirir bons sumos.

GTA para abrir as hostes, open 7am, perfeito para quem acorda com as galinhas como eu.

GJUSTA para brunch (comi os melhores scrumble eggs da minha vida) e ainda levamos ramos de flores frescas vindas de uma quinta amiga do dono, grande visionário este dono.

Butcher’s Daughter e Gratitude para almoçar todos os dias

Cerveteca ou Zinque para um bom tinto de fim do dia com os melhores flat breads in town ( na realidade são pizzas bem finas irresistíveis)

Gjelina para jantar, reservar mesmo com antecedência (uma semana), coisa que não fiz…  ou então ter sorte de apanhar lugar nas poucas mesas compridas partilhadas sem marcação, coisa que aconteceu.

NOTA: nunca teria chegado a nada disto se não fosse a minha dear Mafalda Pinto Leite!

 

Fashion Temples

The Piece Colective, Abbot Kinney

General Store, Lincoln Boulevard

LCD, Lincoln Boulevard

Golden State, Lincoln Boulevard

Isabel Marant LA, Melrose Place Avenue, oh my god, esta loja…

Anine Bing, LA, 3rd St West Hollywood

Ragdoll, LA, 3rd St West Hollywood

Entre muitas e tantas outras…

 

Passeio do turista

Alugar uma bicicleta e fazer o paredão lá do sítio até Santa Monica, de preferência ao fim do dia para assistir a um verdadeiro dusty sunset.

Venice canals, italians do it better.

Tentar encontrar a “Dig Rig” trucks que vende really good vintage stuff pela zona, não conseguimos para muita pena minha.

Deixar uma resposta

Our Instagram

Join our newsletter

Stay connected

Cookies on this site help to enhance your user experience

Cookies are small files stored in your browser. They are used for technical, functional and analytics purposes.

I Agree
Feedback